Bem-vindo ao Blogue das Bibliotecas Escolares do agrupamento da Maia!

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Cidadania é, também, fazer a PAZ em cada dia - Os Prémios Nobel da Paz

Prémio Nobel da Paz – 1999

Médicos Sem Fronteiras - fundada em França


O prémio Nobel da Paz de 1999 foi atribuído à organização Médicos Sem Fronteiras "em reconhecimento pelo trabalho humanitário pioneiro em vários continentes".

Cidadania é, também, fazer a PAZ em cada dia - Os Prémios Nobel da Paz

Prémio Nobel da Paz – 2009

Barack Obama – Estados Unidos da América

Barack Obama (à direita)
O Nobel da Paz 2009 foi atribuído ao presidente dos EUA, Barack Obama, "pelos seus extraordinários esforços para reforçar a diplomacia internacional e a cooperação entre os povos" e aos esforços de Obama no sentido de um mundo sem armas nucleares". Como chefe de Estado, Barack Obama "criou um novo clima na política internacional".

Cidadania é, também, fazer a PAZ em cada dia - Os Prémios Nobel da Paz

Prémio Nobel da Paz – 2012

União Europeia - Europa

A UE recebeu o Prémio Nobel da Paz pelos seus esforços em prol da paz, da reconciliação, da democracia e dos Direitos Humanos na Europa. A UE decidiu doar o prémio às crianças que não tiveram a sorte de crescer num país em paz. Estes foram atribuídos a quatro projetos educativos destinados a crianças vítimas de conflitos.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

É um poema... apenas!


Eu podia escolher


Não tinha ideia.
Escolhi a paz.

A verdade e a beleza
Deixei-as ir
E também a sageza e a nostalgia –
Até o amor,
Que tão embevecido me olhava,
Negras nuvens com ele se deslocavam.

Paz, era paz.
E nos recônditos da minha alma
Dançavam seres de que nunca tinha sequer ouvido!

E no céu pendia um outro sol.


Toon Tellegen (Países baixos)

Cidadania é, também, fazer a PAZ em cada dia - Os Prémios Nobel da Paz

Prémio Nobel da Paz – 2013

Organização para a Proibição de Armas Químicas - Haia


O prémio Nobel da Paz de 2013 foi atribuído à Organização para a Proibição de Armas Químicas. Esta, destacou-se depois de ter sido responsável pelo Conselho de Segurança da ONU para destruir o arsenal químico da Síria.


Cidadania é, também, fazer a PAZ em cada dia - Os Prémios Nobel da Paz

Nobel da PAZ - 2014

Malala Yousafzai –Paquistão
Kailash Satyarthi  - Índia
 
O Prémio Nobel da Paz foi atribuído à ativista paquistanesa Malala Yousufzai e ao indiano Kailash Satyarth, pelo seu papel na "luta contra a repressão das crianças e pelo seu direito à educação".

Cidadania é, também, fazer a PAZ em cada dia - Os Prémios Nobel da Paz

Prémio Nobel da PAZ -2015 


Atribuído ao Quarteto para o Diálogo nacional na Tunísia


  O Quarteto para o Diálogo Nacional na Tunísia: União Geral Tunisina do Trabalho, a Confederação Tunisina da Indústria, do Comércio e do Artesanato, a Ordem Nacional dos Advogados da Tunísia e a Liga Tunisina dos D.H. – ganhou o Nobel pelo "contributo decisivo para a construção de uma democracia pluralista".

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Cidadania é, também, fazer a PAZ em cada dia - Os Prémios Nobel da Paz

Nobel da PAZ - 2016


Juan Manuel Santos - Colômbia


O Comité norueguês decidiu premiar o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, com o Nobel da Paz 2016 pelos seus "esforços para pôr fim aos mais de 50 anos de guerra civil no país"

Alunos participantes 1ª fase CNL - 1º ciclo

A Biblioteca Escolar congratula todos os alunos do 1º ciclo que se empenharam e participaram na 1ª fase do 
Concurso Nacional de Leitura

Ano
Turma
Nome
2
8
Baltazar Alberto de Sousa Moreira
3
8
Beatriz Filipa Moura Sanroque
7
10
Helena Ferreira Correia
9
10
João Pedro Gonçalves Trigo
14
10
Maria Lagoa Machado
18
10
Nelson Filipe Peneda Pereira
23
10
Sofia Azevedo Fonseca Maia Tedim
3
11
Anastasia Vozna
11
11
Gonçalo Mestre Aral
18
11
Mara Carolina Ferreira Maia
20
11
Pedro Miguel Couto Magalhães
01
12
Ana Carolina Rocha
04
12
Diana Barbosa Silva
07
12
Filipa Alves Santos
08
12
Filipe Gabriel S. Carvalho
09
12
Francisca Barbosa S Pinto
11
12
Gonçalo Santos Beato
13
12
Gustavo Costa Figueiredo
18
12
Maria Inês Bento Magalhães
19
12
Mariana Bastos Silva
21
12
Matilde Cardoso Marinho
23
12
Rita Monteiro Faria
24
12
Sofia Lima R Ferreira
25
12
Sofia Pereira Almeida Sobral
28
12
Leonor Santos Rocha
29
12
Matilde Martim M Domingues
08
13
Filippe Pappinen Silva
09
13
Francisca Riquito Cunha
12
13
Gonçalo Paiva Neves
18
13
Lígia Cardoso Ferreira
21
13
Margarida Sousa Monteiro
22
13
Maria João Cardoso Pacheco
23
13
Matilde Sofia Barbosa Braga

domingo, 6 de janeiro de 2019

Cidadania é, também, fazer a PAZ em cada dia - Os Prémios Nobel da Paz

Prémio Nobel da PAZ 2017 - atribuído à ICAN

O Comité Nobel norueguês atribuiu o Nobel da Paz de 2017 à Campanha Internacional para a Abolição de Armas Nucleares, sigla em inglês ICAN.


Comité Nobel norueguês atribuiu o Nobel da Paz de 2017 Campanha Internacional para a Abolição de Armas Nucleares, pelo trabalho feito para a eliminação de armamento nuclear no mundo.

O Comité Nobel na fundamentação da escolha da ICAN apela aos Estados detentores de armas nucleares que se comprometam a eliminar gradualmente os respetivos arsenais, estimando existir no mundo cerca de 15 mil armas nucleares.

O Comité Nobel destaca na sua fundamentação "o renovado vigor" que as ações da ICAN permitiram dar aos esforços para libertar o mundo dos armamentos nucleares.

Cidadania é, também, fazer a PAZ em cada dia - Os Prémios Nobel da Paz

Nobel da PAZ - 2018

Denis Mukwege e Nádia Murad

O prémio Nobel da Paz 2018 foi atribuído pelo Comité Nobel norueguês ao cirurgião congolês Denis Mukwege e à ativista da minoria religiosa yazidi Nadia Murad pelos seus esforços no combate à violência sexual nos conflitos armados.

O Comité justificou a decisão com os esforços dos dois laureados para acabar com a violência sexual como arma nos conflitos e guerras de todo o mundo.
"Cada um à sua maneira tem ajudado a dar uma maior visibilidade à violência sexual em momentos de guerra, para que os abusadores possam ser responsabilizados pelas suas ações".
Denis Mukwege, com 63 anos, é um médico ginecologista congolês que tem desenvolvido uma ação humanitária na República Democrática do Congo, onde trata mulheres vítimas de violação.

sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Uma reflexão por dia... o bem que te fazia!



A Europa dá as mãos

A ideia dos países da Europa se unirem para melhor resolverem os seus problemas surgiu depois da segunda guerra mundial. Era necessário reconstruir as cidades bombardeadas, pôr outra vez as fábricas a funcionar, reorganizar o comércio. E sobretudo, garantir a paz!

Mas se cada um pensasse apenas em si, o mais certo era brigar com os vizinhos!

Só com amizade, generosidade e bom entendimento se conseguiria paz duradoura e progresso. Acima de tudo era necessário união.


Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada

É um poema... apenas!

As mãos

Com mãos se faz a paz se faz a guerra
Com mãos tudo se faz e se desfaz
Com mãos se faz o poema – e são de terra.
Com mãos se faz a guerra – e são a paz.

Com mãos se rasga o mar. Com mãos se lavra.
Não são de pedra estas casas mas de mãos
E estão no fruto e na palavra
as mãos que são o canto e são as armas.

E cravam-se no Tempo como farpas
as mãos que vês nas coisas transformadas.
Folhas que vão no vento: verdes harpas.

De mãos é cada flor cada cidade.
Ninguém pode vencer estas espadas:
nas tuas mãos começa a liberdade.

Manuel Alegre, in "O Canto e as Armas"

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

Uma reflexão por dia... o bem que te fazia!



Por elas, as crianças de qualquer continente, tentemos fazer um Mundo melhor neste 2019 que acabou de nascer!

1 de janeiro - Dia Mundial da Paz

Dia Mundial da Paz é comemorado no dia 1 de janeiro, o Dia de Ano Novo.
Inicialmente chamado somente de Dia da Paz, a celebração foi criada pelo Papa Paulo VI em dezembro de 1967. A partir de então, todos os anos, o primeiro dia do ano passou a celebrar o Dia Mundial da Paz. É assim desde 1968.