Bem-vindo ao Blogue das Bibliotecas Escolares do agrupamento da Maia!

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Um poema para começar o dia!


Que as tuas palavras

Que as tuas palavras
sejam abertas
como duas mãos
e haja pássaros voando
nos teus olhos
e memórias de montanhas
nos teus pés.
Não aprendas os verbos
no condicional
cada novo dia
inventa outra vez
o teu sonho.

Partilha com os outros
o que tiveres para dar
e parte sem medo
ao encontro do futuro.

Autor desconhecido

Feira do Livro


Como sabes, o LIVRO, é sempre o melhor presente de Natal!
Assim, decorre na biblioteca da EB 2,3, uma Feira do Livro, a preços convidativos.

Contamos contigo!
Os teus presentes são valiosos e estão muito perto...

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

domingo, 3 de dezembro de 2017

Um poema para começar o dia!


Domingo Irei

Domingo irei para as hortas na pessoa dos outros,
Contente da minha anonimidade.
Domingo serei feliz — eles, eles...
Domingo...
Hoje é quinta-feira da semana que não tem domingo...
Nenhum domingo. —
Nunca domingo. —
Mas sempre haverá alguém nas hortas no domingo que vem.
Assim passa a vida,
Sutil para quem sente,
Mais ou menos para quem pensa:
Haverá sempre alguém nas hortas ao domingo,
Não no nosso domingo,
Não no meu domingo,
Não no domingo...
Mas sempre haverá outros nas hortas e ao domingo!

Álvaro de Campos, in "Poemas"
Heterónimo de Fernando Pessoa

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Um poema para começar o dia!


OS LIVROS

Apetece chamar-lhes irmãos,
tê-los ao colo,
afagá-los com as mãos,
abri-los de par em par,
ver o Pinóquio a rir
e o D. Quixote a sonhar,
e a Alice do outro lado
do espelho a inventar
um mundo de assombros
que dá gosto visitar.
Apetece chamar-lhes irmãos
e deixar brilhar os olhos
nas páginas das suas mãos.

José Jorge Letria
Pela casa fora, 1997

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

CNL 2018 - Regulamento




Disponibilizamos o regulamento e calendário do CNL 2018, que tem muitas alterações.
Informamos que a Escola Secundária da Maia já está inscrita.








Um poema para começar o dia!


Outros Natais

Tragam o meu Natal em que o Menino
Trazia prendas pobres e singelas,
Mas que recordo como coisas belas
E que aos meus olhos eram ouro fino!

Recordo que colava nas janelas
Um anjo de papel tão pequenino,
Que era no Natal um inquilino,
Iluminado por pequenas velas.

Natal era quadra maravilhosa…
Apesar da pobreza que sofri,
Essa noite era linda, radiosa!

Devolvam-me a magia que perdi,
As noites de vigília respeitosa
Desse passado lindo que vivi…

autor desconhecido

"Cidades pela vida - Cidades contra a pena de morte"


segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Um poema para começar o dia

A cor da Liberdade

Não hei-de morrer sem saber
qual a cor da liberdade.

Eu não posso senão ser
desta terra em que nasci.
Embora ao mundo pertença
e sempre a verdade vença,
qual será ser livre aqui,
não hei-de morrer sem saber.

Trocaram tudo em maldade,
é quase um crime viver.
Mas, embora escondam tudo
e me queiram cego e mudo,
não hei-de morrer sem saber
qual a cor da liberdade.

Jorge de Sena

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Dia Nacional da Cultura Científica



O dia 24 de novembro é assinalado como o "Dia Nacional da Cultura Científica". 
Para o comemorar a Biblioteca divulga, no boletim, alguns dos documentos que existem no seu acervo. Poderão sugerir estas leituras aos alunos.
Ainda relacionado com esta comemoração, a Biblioteca disponibiliza a coleção "Grandes Heróis da História", em DVD e livros de atividades, destacando cientistas como: Louis Pasteur, Marie Curie, Galileu,Leonardo daVinci, entre outros. Os filmes têm a duração aproximada de 30 minutos, pelo que poderão ser explorados em contexto de sala de aula.


No átrio da BE, estará patente uma exposição, subordinada ao tema : "A Ciência pode ser divertida!".